Apoiamos familias metropolitanas a instalar negócios em territórios rurais

Certificação ES+


O Programa de Repovoamento Rural Novos Povoadores recebeu na passada Quarta Feira a Certificação ES+ no âmbito do Mapa de Inovação e Empreendedorismo Social, uma iniciativa liderada pelo Instituto de Empreendedorismo Social e o Instituto Padre António Vieira, com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian, Fundação EDP, IAPMEI e INSEAD.

O Júri é composto por representantes destas entidades e presidido pelo Prof Filipe Santos, responsável pelo recém criado programa governamental "Portugal Inovação Social".

Trata-se da única certificação em Portugal para as boas práticas de inovação e empreendedorismo social.

O envelhecimento demográfico, o aumento do desemprego e dos problemas sociais, exigem a melhoria das respostas por parte das organizações sociais.

O numero de beneficiários e o impacto qualitativo dessas acções necessita de ser mensurado, para que o financiamento possa ser canalizado para as organizações que cumprem os objectivos a que se propõem.

Exige-se por isso, que cada organização social, seja ela uma associação, um município ou uma empresa comercial com vocação social, saiba definir os indicadores de impacto da sua actividade, e com isso, aplicar os resultados.
Esses dados ajudarão a compreender a forma para a melhoria de impacto e eliminação de desperdícios.

Políticas de Acolhimento discutidas em Bruxelas


Realizou-se no dia 12 de Novembro uma conferência sobre políticas de acolhimento em territórios rurais no âmbito do projecto de cooperação Philoxenia Plus no Comité das Regiões em Bruxelas.

Estavam presentes organizações de vários países, entre os quais Grécia, Espanha, Itália, França e Estónia na qualidade de parceiros do referido projeto.

De Portugal, participaram a Confederação Nacional de Jovens Agricultores e o Programa Novos Povoadores.

Os principais aspectos que retemos deste encontro são:

1) Cooperar para repovoar: a problemática do despovoamento não conhece fronteiras e, apesar de não existir uma solução definitiva, existem iniciativas com resultados concretos que merecem ser testados e transferidos para outras regiões;

2) Importância de alertar os responsáveis políticos europeus para considerar as medidas de incentivo ao reequilíbrio dos territórios rurais enquanto vector transversal dos apoios comunitários.

3) Criação de uma associação europeia que sirva para dinamizar a rede, exercer lobby e sintetizar as boas práticas associadas a esta temática;

Destacamos ainda como factor positivo os contactos estabelecidos, nomeadamente os responsáveis pelas iniciativas Collectif Ville Campagne e Soho Solo, cujo trabalho é considerado a referência em matéria de políticas de acolhimento.

Finalmente, apraz-nos registar que a visão e a metodologia veiculada no programa Novos Povoadores está alinhada com as práticas de maior sucesso a nível europeu, o que nos faz acreditar que estamos no caminho certo.
See Older Posts...