Novos Povoadores

Apoiamos a instalação de negócios em territórios rurais

Cavaco defende programa de repovoamento rural


O Presidente da República defende que Portugal devia lançar um programa de repovoamento rural, como forma de combate ao despovoamento do país. Aníbal Cavaco Silva disse-o de uma forma clara a uma plateia de personalidades regionais e nacionais que se juntou numa sessão pública em Castelo Branco e que serviu para fazer o balanço final do Roteiro das Comunidades Locais Inovadoras. Durante três dias, o Chefe de Estado efectuou um périplo pela região albicastrense tendo concluído que vale a pena continuar a apostar nas zonas periféricas, porque, como disse, “aqui as pessoas não desistem das suas terras, acreditam que há futuro e possuem uma energia renovadora que resiste à adversidade, sentem que têm o dever de agir e estão abertas à cooperação”.

Daí que Cavaco Silva entenda ser urgente tentar inverter a questão do despovoamento, fundamental para ajudar também o país “no grande desafio da recuperação económica e da criação de empregos, onde temos de ser capazes de fazer melhor do que as previsões apontam”. Para além do despovoamento, apontou o endividamento externo e a fraca produtividade como outros dos factores de risco para o futuro de Portugal.

Alertando para “o potencial inovador que existe em cada comunidade” procurou elevar a auto-estima regional, apontando exemplos, dos serviços aos produtos, chegando a dizer que “as potencialidades locais fazem avançar o país”. No entanto, avisa que “é preciso mostrar qualidade em tudo o que se faz” e apostar em Pequenas e Médias Empresas competitivas que “de forma inteligente consigam fazer a ponte entre a tradição e a inovação”.

Aqui, Cavaco Silva considera que a mão do poder autárquico é essencial, criando condições às empresas e favorecendo o empreendedorismo dos jovens. “Mobilizar parcerias, ajudando as empresas a ganhar dimensão e inovar fazendo diferente mas com qualidade e eficiência é o caminho”, disse o Presidente. Este Roteiro pela região de Castelo Branco serviu, por isso, para apontar os bons exemplos e para mostrar ao país que “é possível ser competitivo no Interior”.

Morão realça auto-estima

O presidente da Câmara de Castelo Branco, na mesma sessão, agradeceu a visita presidencial e o empurrão que a mesma significa para esta zona do país. Joaquim Morão lembrou que “temos coisas muito boas e temos autarcas que se esforçam diariamente para levar por diante estas terras”. Daí que realce a auto-estima e o ânimo deixado por Cavaco Silva “numa época que não é fácil”, destacando que “a sua presença aqui dá-nos ainda mais força para lutarmos por um futuro melhor para todos”.

in Reconquista, José Júlio Cruz