Novos Povoadores

Apoiamos a instalação de negócios em territórios rurais

Um monumental equívoco


O imobilismo de Portugal contrasta com a imaginação e ousadia das autoridades de Castela-Leão

Ocasiões existem em que nos vemos obrigados a abordar temas passados, de forma recorrente. É o caso de notícias recentes, veiculadas pela comunicação social, segundo as quais não há contrapartidas nacionais à recente decisão de Espanha em reabrir, numa primeira fase ao tráfego turístico, um troço ferroviário tocando a fronteira de Portugal. Com um orçamento de 25 milhões de euros, aprovado pelo Governo de Madrid, perspectiva-se (2010) a reactivação do troço de 78km, compreendido entre Fuente de San Esteban e Barca de Alva, faltando apenas a reabilitação dos 28km separando a fronteira do Pocinho, para restabelecer-se a ligação directa, do Porto a Salamanca e à Meseta Central, absurdamente interrompida a partir de 1985.

texto completo em Expresso